Jovem vendia drogas pelo WhatsApp em Jandaia

Durante patrulhamento por volta das 19h20 de segunda-feira (8), policiais militares avistaram  um indivíduo de 19 anos, que ao avistar a viatura passando próximo ao mesmo, arremessou algo ao solo. Foi então realizado o retorno e dada voz de abordagem, contudo nada de ilícito foi localizado com o mesmo, porém realizadas buscas na proximidade de onde o abordado possivelmente teria arremessado algo, foi localizada uma porção de maconha já embalada e pronta para o comércio.

Questionado sobre a origem da substância, o abordado afirmou estar desempregado e que estaria comercializando a substância, e que também fazia a negociação via aplicativo “Whatsapp”, apresentando inclusive à equipe ROTAM seu celular desbloqueado onde no status do aplicativo ele teria dito “hoje a firma tá de pé”, se referindo a disponibilidade de entorpecente nesta data.

O abordado também apresentou alguns diálogos no citado aplicativo onde estaria fazendo o tal comércio da substância com algumas pessoas.

Questionado então sobre onde o mesmo guardaria as porções, o abordado citou um local onde por diversas vezes houveram cumprimentos de mandado de busca e flagrantes por ocorrência envolvendo tráfico de entorpecentes, sendo que os moradores continuam sendo os mesmos.

Frente ao flagrante delito afirmado pelo abordado, a equipe ROTAM se deslocou até a Rua Joaquim José de Almeida Filho e realizou contato com as testemunhas informando do fato, onde ambos responsáveis pela residência confirmaram que o abordado seria sim morador dali, e que teria um quarto específico onde o mesmo estaria alocado.

Com auxílio do abordado o qual apontou a parte superior de um guarda roupas que estava em seu quarto, abaixo de uns pedaços de gaveta, um invólucro de sacola plástica contendo vinte porções e outro contendo sete porções também de substância análoga a maconha já embaladas e prontas para o comércio, além de um invólucro contendo uma porção maior pesando aproximadamente seis virgula quatro gramas pesado em balança não aferida, além de uma faca de serra a qual afirmou ser utilizada para fracionar a droga.

Embaixo do colchão do abordado também foi apontado pelo mesmo a quantia de vinte e quatro reais em espécie a qual seria oriunda da venda do entorpecente que já teria sido feita no dia.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao mesmo, sendo ele conduzido juntamente com as substâncias e o aparelho celular que comprova a sua prática de tráfico de entorpecentes, até a delegacia de Jandaia do Sul para as medidas cabíveis.

Jandaia Online


Categoria:Diario De Mandaguari