Governo inaugura ambulatório na Cadeia Pública

O Governo do Estado do Paraná inaugurou na manhã de sexta-feira, 20 de setembro,  o ambulatório da Cadeia Pública de Mandaguari. Estiveram presentes no evento, Luciano Brito, chefe do Depen de Maringá, que na ocasião representou o governador Ratinho Júnior. O empresário Marcos Jovino representou os deputados Tiago Amaral, Do Carmo, Soldado Adriano José, Luiz Nishimori, Sargento Fahur, além do senador Álvaro Dias. Também prestigiaram a inauguração a advogada Ana Vasques – representante da OAB, delegado de Polícia Civil Zoroastro Nery do Prado Filho, pastor Manoel Loureiro, vereadora Márcia Serafini e a médica Martha Borges.

De acordo com Rogério Monteiro, gestor provisionado da Cadeia Pública de Mandaguari, a inauguração do Ambulatório no local, vai reduzir cerca de 40 a 50% o número de escoltas para o Pronto Atendimento Municipal. “Até o momento, quando um detento passava mal, não tínhamos profissionais para avaliar o seu quadro clínico. Com isso, eram necessários deslocar agentes, a Polícia Militar, e o preso era atendido como prioridade no PAM, passando na frente de pessoas que estavam esperando há mais tempo para ser atendida. Hoje, com o ambulatório, a enfermeira Márcia Serafini vai fazer a primeira avaliação, pois tem casos que se resolve na hora, sem a necessidade do deslocamento. A doutora Martha também vai nos ajudar, vindo a cada 15 dias”, explicou.

A Cadeia Pública abriga em torno de 100 presos. Ela foi reclassificada com crimes sexuais, mudando o comportamento dos presos no local. “Apenas dois estados estão reclassificando os presos: Paraná e o Espírito Santo. Tiramos de Mandaguari membros do PCC e de outras organizações criminosas. Os vizinhos estão sentindo uma melhora na região, pois não temos mais rebeliões e muito menos gritarias”, relatou Brito.

Foto: Divulgação 



Categoria:Diario De Mandaguari